Menu

Publicado em Jul 6, 2016 em Destaques, Notícias, Ver tudo

Novo paper sobre qualidade do ar

 

Um novo estudo sobre poluição atmosférica realizado por pesquisadores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Universidade Federal de Itajubá e Aarhus University (Dinamarca) foi publicado recentemente no periódico Atmospheric Pollution Research. O artigo “Screening of short-lived climate pollutants in a street canyon in a mid-sized city in Brazil” explora as concentrações e causas de dois poluentes comumente encontrados em ambientes urbanos: black carbon e ozônio troposférico. O estudo foi realizado utilizando dados coletados na cidade de Londrina.

Além de ser prejudicial à saúde, essas substâncias afetam o clima e estão dentro da categoria “Poluentes climáticos de vida curta”. Contrário a outros poluentes climáticos, como dióxido de carbono que permanece na atmosfera por décadas, o tempo de vida do black carbon o ozônio troposférico é curto (dias e semanas, respectivamente). Dessa forma, reduzir as concentrações atmosféricas desses poluentes tem um efeito imediato sobre a qualidade do ar e a saúde da população bem como sobre o clima a nível regional.


Fonte da imagem: Climate and Clean Air Coalition (http://www.ccacoalition.org/en)


Esse trabalho foi financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O artigo pode ser acessado na íntegra pelo link: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1309104216301118