Menu

Publicado em Jun 27, 2017 em Destaques, Notícias, Ver tudo

Emissão de partículas pela exaustão de veículos

 


Estação de monitoramento da qualidade do ar no centro de Estocolmo (Hornsgatan) onde foram realizadas as medidas.

 

Um estudo inédito sobre poluentes atmosféricos emitidos pela frota veicular rodoviária realizado por pesquisadores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Stockholm University (Suécia) e Stockholm Environment and Health Administration (Suécia) foi publicado recentemente no periódico Atmospheric Environment.

O artigo “Trends in black carbon and size-resolved particle number concentrations and vehicle emission factors under real-world conditions” explora a variação das concentrações das partículas submicrométricas e black carbon (fuligem) na cidade de Estocolmo nos anos 2006 e 2013, e calcula os fatores de emissão veicular para as frotas de veículos à gasolina e a diesel.

O estudo mostra que houve uma considerável diminuição das concentrações dessas partículas no centro de Estocolmo entre 2006 e 2013 devido a padrões de emissão veicular cada vez mais exigentes, que levaram ao desenvolvimento de novas tecnologias nos motores e sistemas de tratamento das emissões pelo escapamento. Tanto as partículas submicrométricas quanto o black carbon são prejudiciais à saúde humana com efeitos severos sobre o sistema cardiorespirátorio, sendo que o segundo também contribui para o aquecimento global.

Esse trabalho foi financiado pela Swedish Environmental Protection Agency e reforça a internacionalização da pesquisa através da colaboração de cientistas brasileiros e suecos para analisar um problema muito frequente nas áreas urbanas com alta circulação de veículos.

Você pode acessar o artigo na íntegra clicando aqui.